Há histórias que começam pelo fim.

Assim é no 100 Maneiras, uma história que nasceu de um ponto final – o encerramento do primeiro 100 Maneiras, em Cascais – e que cresceu por entre as  paixões de Ljubomir Stanisic.

A ideia, criar um espaço onde a experiência gastronómica pudesse ganhar contornos democráticos, tomou Lisboa de assalto, em 2009, e o sucesso não demorou a sentir-se.

Pela primeira vez, surgia na capital portuguesa um restaurante
com um único menu de degustação a preços acessíveis.
Lisboa gostou e o 100 Maneiras maturou.

NUM ESPAÇO EXÍGUO
DO BAIRRO ALTO

Todas as estações, um novo menu

Com apenas 30 lugares sentados, Ljubo desenhou uma experiência destinada a elogiar as texturas, sabores, aromas e cores dos ingredientes que lhe povoam a imaginação e o paladar.

Este é, por excelência, o laboratório do chefe: aqui, ele testa, compõe, arrisca. Aqui, provam-se-lhe os gostos, as experiências, as descobertas.

Todas as estações, um novo menu chega às mesas do 100 Maneiras para surpreender, dar a conhecer e conquistar. Sem pretensões, com irreverência, humor e com amor, acima de tudo.

ESTENDAL
DO BAIRRO

Mini-estendal com pequenas molas coloridas

Exemplo perfeito é o prato de assinatura do Restaurante, o único que nunca sai do menu, tendo-se tornado símbolo indiscutível do 100 Maneiras: o Estendal do Bairro.

Na sua origem estão os estendais de roupa colorida a florir das janelas lisboetas, no Bairro Alto.

A esta imagem, Ljubo juntou o traço de Siza Vieira, o arquiteto português mais famoso de sempre, e a pala do seu Pavilhão de Portugal. O resultado foi um mini-estendal onde, com pequenas molas coloridas, se estendem chips do peixe mais “português” de todos: o bacalhau.

MENUS
DE VINHOS

Relações entre gastronomia e enologia

Também os vinhos, parte essencial da experiência 100 Maneiras, estão presentes desde o começo. É para eles e com eles que Ljubomir cria cada menu, inspirando-se nas relações entre gastronomia e enologia.

À escolha, dois menus de degustação de vinhos, clássico e premium, oferecem uma viagem por um casamento mais que perfeito, do início até ao fim.

Uma viagem sempre em aberto, surpresa após surpresa, para quem não dispensa os pequenos grandes prazeres da vida.